quinta-feira, 17 de dezembro de 2020

Anterior a pandemia

 Incrível como esse final de ano eu to tocada, sentimental, com medo, ansiosa... 


Foto anterior a pandemia


Cada foto que tem na descrição "Foto anterior a pandemia" e vejo pessoas andando livremente por aí, se abraçando, sendo feliz... Me dá uma dor, uma saudade de tudo que podia ser vivido antes, e mesmo com a vacina vindo aí, aquele normal vai demorar muito tempo para poder ser vivido novamente. 

Angustia tem sido o sentimento dessa semana, estamos há uma semana do natal, e aquela coisa que a gente não sabe como vai ser as festas de fim de ano, a ida para o sul e rever os parentes.. 

Medo. 

Saudade de abraçar, de aglomerar, de viajar, de andar por aí sem medo...

segunda-feira, 30 de novembro de 2020

8 meses e meio de pandemia

 Olá, completamos 8 meses e meio de pandemia, eu nem consegui encontrar facilmente como está o caso do Brasil, visto que o ministério de saúde nem existe, não temos dados confiáveis. 

Aqui em Rio Negro subiu assustadoramente esse mês, até Roger teve e está esquisito o caso dele, não negativa, ele teve ainda em outubro, ou pelo menos a gente acha que foi em outubro, mas nos exames continua exatamente do mesmo jeito, descobriu por acaso, pois não teve nenhum sintomas, exceto manchas no corpo em um dia. Voltou a viajar ontem...

Mas aqui a nossa vida segue, não é mesmo, crianças ainda com aulas online, faltando 2 semanas para as férias, porém estão cansadas, Elena tem sentido falta das amigas. 

Eu voltei a trabalhar, não dá para ficar quase 1 ano sem trabalhar, estava sentindo falta do meu dinheiro e de fazer alguma coisa que eu goste. 

Mas confesso que estou cansada, com medo, cansada dessa situação do Brasil. Queria muito poder passar um tempo fora daqui, mas as fronteiras todas estão fechadas para o Brasil, visto que não consegue controlar a pandemia de uma forma confiável... 

Louca, que loucura é viver um momento histórico, aja saúde mental... 


Bem, faz tanto tempo que não volto, queria manter as fotos atualizadas do que fizemos durante esse tempo, mas eu estava tão cansada mentalmente que esquecia... 

Voltamos a nos encontrar com nossos compadres ainda em agosto. Assumimos o risco para poder conviver com alguém.

Viajamos para o sul em setembro e fiz aniversário para Elena lá, com os avós e a prima, Elena ganhou uma pista de skate da vó e do vô, tem treinado diariamente. Na volta bateram em nosso carro... estamos até agora sem... Que sorte tivemos em ter arrumado o twingo. 

Vou ver que fotos interessantes tenho para guardar aqui. De trás para a frente nos acontecimentos:





Quá quá grandona




Bebês da Muriel com 2 meses

quarenteners

Olhando o local das fotos de Natal

Gesonel cresceu

Voa filha, o Futuro é feminino.



Halloween


Aniversário da nossa Alice

Felicidades meu amorzinho


Skincare



A pri eira vez desde cima!


Final de semana ne?

brincar


segunda-feira, 18 de maio de 2020

62 dias de isolamento

No sábado, completamos 60 dias de isolamento social, 60 dias sem ir a escola, 60 dias sem ver os amigos, 60 dias que as crianças não pisam na rua. 60 dias que tudo esta meio doido. que a gente tem medo, tem raiva, tem alegrias, tem tristeza de montão.

O Brasil bate quase 17 mil óbitos por covid-19. uma tristeza.

Ao mesmo tempo as crianças estão gostando de estarem em casa, e da gente estar o tempo todo com eles. Porém sentem falta dos amigos, as meninas tem usado a tecnologia para suprir essa saudade e falta. Conversam por video chamada com os amigos, Elena joga online com vários deles. e assim vai indo...

2 ministros da saúde já pediram demissão, e o ministro da justiça, tudo no meio da pandemia, temos um desgoverno.

Bem. Mas vamos ao que aconteceu hoje no nosso lar, aqui no nosso isolamento.

Eu sigo no crochê, olho a horta, cuido das galinhas, converso com o vizinho.

O almoço sempre que dá, segue sendo o Roger que faz, hoje dei uma geral na cozinha, que levou quase a tarde toda, depois preparei uma focaccia.

Elena tem aula pela manhã a Cecí a tarde. e assim cada uma tem um pouco de atenção isolada para sí.

Agora a noite, enquanto escrevo aqui é um tal de corre pedir para as meninas rirem baixo lá no quarto, pois Roger está gravando, depois corre pedir para tomar banho, pois já passa da hora de dormir, e eu distraída, nem vi o tempo passar. Amanhã tem aula de novo. é quarentena e não férias. não é?

Tenho estado estranha. não consigo fazer todo o planejado do dia. um sentimento meio que anestesiada de tanta coisa acontecendo. Mas vai passar, sei que vai.





Acabei mais esse. que é encomenda da comadre. 

Boa noite e que amanhã o dia seja leve. 

Final de semana 16 e 17 de maio

Dia 16 de maio


Elena quis aprender a bordar. 

E bordou

Para sua melhor amiga. Não ficou um amor?

E agora temos portão. 


Perfeito. meu presente de dia das mães.

Dia 17 de maio - domingo



Teve trabalho de artes, com pintura feita com tintas naturais

Bolo de cenoura


E pãozino integral

O domingo foi muito calmo, ninguém fez muita coisa, para descansar mesmo. 




Quarentena - semana 08

09 de maio






Pintamos o banco. 




E as meninas fizeram slime, que era uma tarefa escolar da Cecí

Dia 10 de maio

Bem, dia das mães. e eu acordei com essa bandeirinha na porta do quarto. <3 nbsp="" p="">
Amei.





Uva de sobremesa




Tentativas de reproduzir a foto de dia das mães que eu mais amo

xamego e

mais xamego

Papai fez batatas com huancayna que eu amo, com as pimentas que eu plantei. 

Dia 11 de maio


Meu cartão tão lindo.

Colhi esponja, a primeira...



Hoje teve um tempinho para conversar coisas aleatórias com os colegas, desfile de máscaras, e lanche junto. ( só que separado)






Tinha uma tarefa de artes, que era fazer um desenho de natureza morta com instrumento musical..
Que lógico que aproveitei para fotografar a cena, estava linda.


Assim ficou o trabalho

Roger fez uma luminária parecida com a nossa, que pretendo vender. 

achei que ficou muito bonita.


E eu comecei esse trabalho. 

Dia 12 de maio
Desmanchei o trabalho começado ontem, por que deu errado

e recomecei

Doa joana, tinham muitas delas hoje. o quintal estava cheio

Recebidinho que veio da casa da comadre.

olha que lindeza.


Dia 13 de maio

agora vai

Suco para o almoço

Cabide

Elena quis aprender. 

Fiz a calça da boneca, demorou mas acabei

baguncinha


Dia 14 de maio

a bagunça continua

quase no fim

compramos um alâmpada redonda


Dia 15 de maio
A dúvida era se a linha ia dar para acabar

Lisa folgada

Quero lembrar dessa mesa cheia por toda minha vida. 

E deu para acabar, mas precisei fazer uma manobra, omiti 2 pontos. e sobraram 4cm de linha, mal deu para arrematar. 

Comecei outro...