terça-feira, 8 de junho de 2010

dia 20 de setembro de 2009

Continuando a história!
Então na manhã seguinte eu acordei às 6h com muita dor na barriga, como de costume, sempre acordava com vontade de fazer coco, mas aquele dia além da vontade eu tinha muita dor, muita dor mesmo, então fui até o banheiro e não conseguia nem concentração de tanta dor, bom enfim 15min depois eu sai do banheiro, consegui fazer o serviço de todas as manhãs, heheh, mas a dor ia e voltava, e então me sentei na cama do lado do roger e o chamei e disse que estava com muita dor, e elas vinham muito forte e depois passava e logo voltava de novo, e pareciam ainda mais forte, esperei uns 5 min do lado dele e disse... eu vou tomar um banho e me arrumar, tu coloca as malas todas no carro que acho que é a Elena querendo vir.... e aí nem deu muito tempo de ficar nervosa, ainda mais com a dor que eu sentia, só conseguia pensar na dor, hehe...
Bom, então tomei banho com a porta bem aberta para ver o Roger passar com as malas e ir lembrando ele de outras coisas que tinha pegar, afinal minha mala não estava acabada...meu banho foi tanto que demorado, apesar que parecia ter aliviado a dor um pouco embaixo do chuveiro, mas quando vinham as dores eu tinha que parar o banho e esperar passar, durante o banho perdi o tal tampão mucoso ( o nominho feio) então tinha certeza que deveria ser a Elena a caminho, enfim acabei o banho e estava me vestindo quando lembrei que havia esquecido de depilar as pernas, não poderia ir até a maternidade com as pernas daquele jeito...
Pedi ajuda para o Roger por que estava torta de dor, mas consegui depilar as pernas... hehe, acabei de me vestir e pintei a cara... e então saímos de casa, eu abri o portão, o Roger tirou o carro e saímos a caminho da maternidade, no caminho eu ia meio chorando de dor e o Roger me consolava passando a mão na minha perna, ele foi incrível comigo, cheio de paciência,companheiro mesmo, por que a gente fica até meio grossa com tanta dor, eu até digo hoje que a gente fica meio que fora da realidade, tudo parece tão diferente, eu diria até que em transe, e assim que a dor passa, eu me sentia a pessoa mais fiasquenta do mundo, por que a dor passa e não deixa sequelas de dor, passa totalmente, muito estranho!
Chegamos na maternidade às7h e o Roger queria ligar para a mãe dele, e eu pedi que esperasse até a confimação se eu estava mesmo em trabalho de parto ou não, mas ele não esperou, foi estacionar melhor o carro e já ligou para ela, hehe... lá na chegada da maternidade a secretária começou a me perguntar um monte de coisas sobre plano de saúde, endereço e não lembro mais o que, só lembro que mandei o Roger responder as perguntas dela por que eu não conseguia pensar!
Uma enfermeira muito queria, muito mesmo me atendeu, me examinou e constatou que eu estava com quase 6cm de dilatação e colo fino.... me perguntou se eu queria fazer normal ou queria que eu ligasse para o médico, nem pensei 2 vezes e pedi que ligasse para o médico, então ela ligou ali mesmo na minha frente e explicou toda a situação, imagina ligar às 7h da manhã de domingo para o médico, ele não deve ter ficado muito contente...me deu a seguinte dica, para tu não sofrer muito com as dores, relaxa e respira quando vierem as contrações, e eu prometi para ela que ia tentar, mas não tinha certeza se ia conseguir, hehe...bom, apartir daí ela nos levou até o quarto onde ficaríamos!
Chegando no quarto, encontramos um casal, muito queridos e atenciosos, tomando o café da manhã...a minha preocupação era quanto tempo levaria para tudo acontecer, se ia demorar e como iria ser, mas a dor não me deixava pensar muito tempo...e por incrível que pareça as coisas aconteceram rápido, ou as enfermeiras foram muito talentosas para que parecesse passar rápido... por que logo que me deixaram no quarto, já veio uma enfermeira perguntar se eu tinha chinelinho ali, então pedi ao Roger para buscar as malas no carro e que por favor não demorasse muito a voltar... então a enfermeira foi até o banheiro comigo me deu uma linda camisola de hospital e fez a depilação para a cirurgia... que em nada se parecia com as que todo mundo me relatava.... não foi feita com uma gilete "véia braba" como sempre me contavam, nem me deixaram "careca" nem nada disso que eu sempre ouvi, foi feita com maquininha de cortar cabelo e só foi depilado onde seria o corte, ou seja na frente....e as enfermeiras são tão boas nisso que a gente nem fica com vergonha... hehe então saí eu do banheiro naquele lindo modelito de chinelinho cor de rosa... a espera da filhota...
Então o Marido da minha companheira de quarto desocupou e me ofereceu a poltrona onde ele havia dormido para que eu ficasse mais confortável com as dores... se isso é possível... 
Nem deu muito tempo de esquentar o banco e veio a enfermeira me chamar para a cirurgia, pediu que tirasse aliança e tudo mais que eu usasse, poderia ficar com a camisola e os chinelos, hehhe
então com um pouco de curiosidade e de nervoso, caminhamos de mãos dadas eu e o Roger pelo corredor da maternidade, o Roger com a câmera na mão e a enfermeira atrás nos guiando! Pediram que o Roger esperasse a vez dele entrar do lado de fora, e eu então coloquei um chapeuzinho e umas pantufas de pano da maternidade e deixei meu chinelinho com a enfermeira!
Entrei na sala de cirurgia guiada por um médico que não conhecia, e dei bom dia aos que lá estavam e para o meu querido e amado médico... e perguntei .... lhe acordei doutor?! hehe e ele respondeu, eu te avisei que não ia até o dia 23... aí brincamos e descontraimos um pouco, falamos que a Elena ia nascer no feriado gaúcho... fiquei conhecendo aos poucos quem eram as outras pessoas que estavam na sala... e a pediatra perguntou se o Roger assistiria o parto, respondi que sim... e o Dr. Gustavo comentou que o Roger era forte, filho de médico.... hehhe... bom então a Dra. Cláudia me pediu que eu ficasse sentada e baixasse o máximo para a frente que ela ia fazer a anestesia, e eu gelei, e perguntei, ninguém vai me segurar??? e ela disse calma, vai sim... aí uma enfermeira põe levemente as mãos nos meus ombros... e eu fiquei nervosa.. e se eu me mexesse, ela não ia me segurar com força, eu queria que alguém me segurasse com muita força, então escorei a mão na maca na esperança de não me mexer... e então a Dra Cláudia disse, você vai sentir as pernas esquentarem...e foi isso mesmo, nem senti a agulhada nas costas, acho que já tinha adrenalina demais no corpo, e aí me ajudaram a me deitar na maca... com muita atenção e dedicação a Dra Cláudia foi me explicando tudo que ia acontecer e então o Roger chegou...

...nesses trages, hehe levei um tempo para ver que era ele que tinha parado do meu lado e passava a mão na minha cabeça! e então começou o parto...

Aí estou eu, Dr. Guilherme na minha esquerda e Dr. Gustavo na minha direita
...e a Dra Cláudia me perguntava a toda hora se estava tudo bem, e me explicava tudo o que ela fazia e os remédios que administrava, e a primeira vez que ela perguntou se estava tudo bem eu respondi que só estava muito anciosa para que começasse logo a cirurgia e o Roger do meu lado diz, até meio assustado com o fato de eu estar perguntando, mas já estão dentro de ti.... hehe, e eu perguntei, sério?! não sentia absolutamente nada...
Esse link é o vídeo do momento em que ela nasce!

Não senti nada nem quando a Dra Cláudia sacudia minha barriga para empurrar a Elena, nem quando todo mundo diz...você vai sentir uma pressão... na hora que tiram o bebê... não senti nada...
E logo nasce minha coisinha mais fofa do mundo, um misto de todos os sentimentos, de alegria, de emoção, de tudo, e vem as lágrimas de ver um ser que saiu de dentro de você, tão lindo tão indefeso.... e como poder sair de dentro da gente???? como pode a gente gerar outra pessoa???? isso é muito lindo!

o momento em que o Dr. Gustavo trás ela ao mundo!


Dra Matilde limpando e trazendo ela até nós para que possamos conhecer nossa filha!

Essa hora gente, não tem nem como explicar... a gente olha a pessoa que a queriamos tanto conhecer e ao mesmo tempo parece que já nos conheciamos a muito tempo... e a gente pensa, nunca na minha vida, vi um bebê tão lindo, nunca na minha vida amei tanto alguém no primeiro olhar... tem uma emoção, uma explosão de amor que nasce nessa hora, nessa hora nasce uma filha e uma mãe... é como mágica!


E esse beijo então??? inesquecível, nunca vou esquecer essa sensação... é absolutamente indescritível..é lindo, é tudo...a bochecha mais fofa, mas macia, mas geladinha que eu beijei na vida... 

Quando o Dr. Gustavo tirou ela de dentro de mim fez uma exclamação... nossa é loirinha!!! e eu digo, como assim loira??? hehhe, sempre esperávamos que fosse morena como nós, e não loira como a vó, hehe

Gente...depois continuo... a loirinha aí da foto acabou de acordar... hehe...beijocas

Um comentário:

  1. Que história mais linda, enchi os olhos de água!!!!

    ResponderExcluir

Qual a sua opnião? Comenta vai!