sexta-feira, 26 de junho de 2015

Maturidade

Hoje, ao sair do banho e me olhar no espelho, não encontro a minha imagem que costumava ver, parece que vejo uma mulher, uma mulher madura, com bolsas em baixo dos olhos, marcas de expressões no rosto, bochechas mais flácidas do que costumava ver no espelho, quando dava tempo de parar e me analisar ao espelho... cabelos cobertos por tinta, para não aparecer a enorme quantidade de fios brancos...
Mas o pior que não me sinto essa mulher madura que vejo no espelho, me sinto ainda aquela menina boba, que ainda não sabe direito o que faz, que se sente insegura aqui ou acolá, que sente falta de um braço para se apoiar, que sente de ainda pedir ajuda para a mãe, estou longe de ser bem sucedida na vida e ter agendas cheias e falta de tempo... apesar que as vezes falta tempo até para mim mesma, para olhar no espelho, por exemplo, e ver como envelheci... quem sabe se eu tivesse me acompanhado ao espelho, a alma teria acompanhado... Começo a perceber que minha sogra tinha razão, ao dizer que envelhecer, não é tão fácil nem tão simples!

Mas sei lá... talvez seja melhor assim... perceber que mesmo com a maturidade chegando, eu como ser humano, nunca estarei pronta, ou amadurecida, que tenho minhas fraquezas e minhas fortidões, que tenho as dificuldade, mas que também encontro uma forma de sair delas, que tenho minhas tristezas mas tenho muitas alegrias... Sou um ser humano em construção...

...

Agora, praticamente um post a parte..


( parei hoje para me olhar, por que percebi hoje de manhã, como tempo passou, tenho a impressão de que me casei ontem, com o Roger, e hoje completamos 11 anos de união em matrimônio, por que já estamos no mesmo barco, a 18 anos...)

Pensando nisso tudo, penso no que passamos até chegar aqui, e volto no tempo como num passe de mágica, e lembro-me ainda de quando tinha 13 anos, e de olhos compridos para cima do Roger, não conseguia imaginar que um dia ele me desse trela... e nem nos meus melhores sonhos, imaginaria que juntos construiríamos uma vida inteira, que teríamos frutos tão lindos, que nossa vida, mesmo com pedras no caminho, fosse tão bela!

Parabéns para nós dois, que construímos juntos, nossa própria história, escrevemos nosso próprio livro, deixamos a nossa semente e contribuição para o mundo!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Qual a sua opnião? Comenta vai!